Minha maior saudade

Eu não ia escrever nada pq seu que minha mãe e meus tios estarão a flor da pele hoje… é aniversário da Vó Luiza e, apesar dela não estar mais aqui pra comemorar, é mais um dia pra lembrar com carinho, né! Comecei o dia bem, ouvindo Bruno e Marrone cantando uma música do Roberto Carlos ahhaha meu cantor preferido com o dela… Sim, somos bregas! A última vez que falei com ela foi no dia do aniversário. Perguntei o que ela queria de presente e a resposta foi: “ô Julia”, com aquele tom gostoso que só ela tinha, “só quero estar viva pra ver o Roberto Carlos na Globo”. Na hora minha voz travou. Minha vó nunca tinha falado nada sobre morte comigo e olha que ela já tinha passado por umas boas. Chorei desse dia em diante falando pro Fe que ela ia morrer. Ele me chamava de doida, claro. Minha vó estava bem de saúde, não tinha nada fora do que ela já estava acostumada. Mas eu tinha certeza. Não consegui ligar mais. Já tinha me despedido.
Pra mim era muito claro! Tanto que quando aconteceu, logo depois do show – que ela viu todo -, eu estava conformada. Doeu, óbvio, mas ela tinha me avisado. E sempre tivemos um sentimento especial. Toda vez era o mesmo ritual, minha vó falava da música da tobra (cobra por letrados) e depois, lembrava do ursinho pimpão! Ela e meu vô tinham (e ele ainda tem) uma saudade muito engraçada de quando eu era criança! ahahha Chega a parecer que foi a melhor época das nossas vidas e talvez tenha sido. Eu lembro que odiava quando me acordavam com as músicas do Roberto Carlos no último volume. Lembro até hoje o cheiro da casa deles e do cheiro de quando ela estava trabalhando. E, mesmo depois, com tudo que aconteceu na vida dela, lembro de dormir do lado dela e dela brigando com o Fe e falando que ele tinha que cuidar bem de mim! Lembro e sinto saudade.
Agora, com o casamento, sinto uma falta acentuada, porque sei que ela daria tudo pra estar lá também. Já que não a presença física, então, vou manter viva a lembrança. Meu vô quando soube que eu ia casar começou a ligar pra minha mãe e falar que tinha que tocar ursinho pimpão quando eu entrasse na igreja. Ele chegou a falar que queria levar um rádio pra isso. Minha mãe desconversou….
E quem vai surpreendê-lo, sou eu! Já chamei uma equipe médica hahahahha Teremos o ursinho pimpão (e é a única música que conto aqui), mas mais para explicar porque vocês verão a família da minha mãe se acabando nessa hora. Meu vô não sabe! Ele não espera! É o jeito de fazer minha vó ainda mais presente e é a música da minha infância 🙂 sim, tenho fotos vestida de ursinho pimpão por causa de um teatrinho de fim de ano. Eu fui ursinho pimpão e minha vó, como todo os anos, era o Roberto Carlos!
Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Minha maior saudade

  1. Didi disse:

    Já sei, na hora das daminhas. E eu vou me acabar de chorar junto.
    beijos

  2. sim e não ahahah pq eu queria já estar presente… então ficou pra depois 🙂 e agora vc mata! 🙂 bjs

  3. Didi disse:

    Poxa, depois? Então não sei!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s